Dor na alma: comportamentos abusivos contra mulheres

A violência física vivida por muitas mulheres em toda a sua conformidade não é mais segredo, entretanto, a violência que não envolve um ferimento corporal que cause danos físico ainda é negligenciada e mascarada por muitos.

A violência não física está presente de forma velada em muitos relacionamentos, o que faz com que muitas mulheres, não consiga reconhecê-la. O abuso emocional, psicológico, social e econômico tem consequências tão ou mais prejudiciais que o abuso físico, pois as suas vítimas se tornam prisioneiras em seus cativeiros. Sujeitando-se a viverem como mortas-vivas, se sentindo um ninguém.

O abuso não- físico, de qualquer tipo, psicológico, verbal, social e econômico provoca a destruição do bem-estar emocional da mulher. E esse tipo de abuso não desaparece de modo espontâneo, pelo contrário, aumenta de forma sutil e progressiva.

Segue alguns comportamentos abusivos de parceiros que cometem abusos não físicos, avalie se você tem vivenciado algum desses abusos:

1- Empurra ou morde você?
2- Ameaça feri-la ou aos seus filhos?
3- Ameaça ferir amigos ou membros da família?
4- Tem súbitos acessos de raiva ou fúria?
5- Comporta-se de maneira superprotetora?
6- Fica com ciúmes sem motivo?
7- Não a deixa visitar a sua família ou seus amigos?
8- Não a deixa ir onde você quer, quando quer?
9- Não a deixa trabalhar ou estudar?
10- Destrói objetos de valor sentimental para você?
11- Não a deixa ter acesso aos bens da família, como contas bancárias, cartões de crédito ou carro?
12- Controla todas as finanças e, obriga-a a prestar contas daquilo que você gasta?
13- Obriga-a fazer sexo contra a sua vontade?
14- Força-a a participar de atos sexuais que você não aprecia?
15- Insulta-a ou chama-a por nomes pejorativos?
16- Usa a intimidação ou a manipulação para controla-la ou seus filhos?
17- Humilha-a diante dos filhos?
18- Transforma incidentes insignificantes em grandes discussões?
19- Maltrata ou ameaça maltratar animais de estimação?

Caso você tenha respondido sim a uma ou mais das perguntas acima, você pode estar sendo vítima de abuso, não hesite, busque ajuda. Afinal os insultos transformam-se em humilhações públicas, isolamento e finalmente ameaças. Quando se chega neste ponto, a união pode continuar até que a morte os separe.

Escrito por Psicóloga – Kênia Ramos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *