Casamento uma escolha consciente

Inúmeras são as indagações a respeito do casamento e a cada dia mais e mais parece utopia viver a dois e sentir-se bem. As instituições “família e casamento” mudaram muito nos últimos anos, a tal ponto que se discutem se haviam chegado ao fim. A resposta é não!

No entanto, se você fizer a escolha em partilhar a vida a dois, faça uma escolha consciente, sem grandes ilusões, afinal, um casamento saudável é uma construção a dois, onde ambos necessitam assumir a sua responsabilidade dentro da relação.

Então…case-se com uma pessoa que goste de te ouvir e que você também o ouça, vários diálogos deverão ser formados ao longo de anos de convivência, sim longos anos, pois você não deverá se casar se já estiver pensando em se separar.

Case-se com alguém que te faça ri, que ande com você de mãos dadas, visto que, os momentos de leveza se faz necessário nessa caminhada.

Case-se com alguém com qualidades e também defeitos, afinal não existe ninguém perfeito. Não se iluda com pequenas mentiras, depois elas se tornam imensuráveis.

Case-se com alguém que irá te acompanhar ao médico, pois a doença também se apresentará como uma forma de partilhar.

Case-se com alguém por quem tenha tesão. Principalmente tesão de vida. Alguém que não lhe peça para melhorar, mas que te faça melhor, que não o critique gratuitamente. Alguém que seja admirável que impregne em você a vontade de ser melhor e maior, para si mesmo.

Tantos são os motivos que devem influenciar na sua escolha, mas uma coisa é certa, quando duas pessoas olham em direções diferentes, simplesmente não podem caminhar juntas.

Escolha acima de tudo, uma pessoa que você terá a satisfação de estar ao seu lado quando o desejo e o tesão acabar, afinal não é só de sexo que casamentos são mantidos.

 

Escrito por

Kênia Ramos- Psicóloga

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *