Traumas da infância podem prejudicar uma vida toda

Crianças que sofreram traumas na infância correm o risco de prejudicar sua vida adulta, se estes traumas não forem trabalhados. Infelizmente muitos pais acreditam que o que acontece na infância de uma criança permanece na infância. Fato este equivocado, visto que, hoje o que mais temos em consultórios de psicologia são adultos fragilizados e traumatizados na infância. Traumas estes, que contam com a participação dos pais ou cuidadores, seja pela superproteção, omissão ou por negligência.

É uma fase extremamente fácil de se provocar traumas e por este motivo é necessário que os pais saibam como falar, agir e se relacionar na vida das crianças. Os filhos internalizam muito mais os exemplos do que as palavras, sendo assim, os pais são os modelos para estes filhos. Pais autoritários e críticos geram sintomas nos filhos de insegurança, irritabilidade e baixa autoestima e estes sintomas vão se desenvolvendo na adolescência, perpetuando-se na fase adulta e provocando problemas para toda uma vida.

A superproteção é algo que ocorre com frequência entre os pais e ao invés de ajudar a criança, é um comportamento que gera danos, geralmente relacionado a sociabilidade, que acaba fazendo com que a criança não aprenda a lidar e ter relações com outros semelhantes. Esse problema irá afetar significativamente a sua vida pessoal e profissional no futuro.

Já a negligência paterna ou materna é outro comportamento muito prejudicial na infância, pais negligentes são muito mais prejudiciais do que pais ausentes. Muitos utilizam da justificativa de falta de tempo para negligenciarem atitudes e comportamentos das crianças. É importante que os pais estejam atentos as mudanças de comportamento dos seus filhos, uma vez que as crianças sinalizam algo de errado por meio do comportamento, mas para perceberem as mudanças é necessário estarem presentes na vida dos filhos. A infância é uma fase em que muitas coisas são intensas e significativas, a criança não enxerga a vida como de fato ela é. A cada coisa ruim que lhe acontece nesta fase pode lhe deixar marcas e traumas.

Por isso, é importante que os pais não negligenciem nenhum sintoma, pense bem na forma de falar, agir, nas expressões utilizadas na educação e no exemplo que tem sido para os filhos. Inúmeras são as limitações dos pais, mas é preciso tempo e dedicação para desempenhar com responsabilidade a função paterna e materna a qual lhe foi creditada, uma vez que os traumas na infância podem prejudicar uma vida toda.

 

Escrito por: Kênia Ramos, psicóloga da clínica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *